A Nova Era de Gaya

Todos nós estamos a entrar numa nova etapa no plano de ascensão da humanidade. - Paz, amor e muita luz para todos, para sempre!
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Energia Índigo e Cristal

Ir em baixo 
AutorMensagem
Mário Jorge
Admin
avatar

Mensagens : 504
Data de inscrição : 10/01/2018
Idade : 49
Localização : V.N.Gaia - Portugal

MensagemAssunto: Energia Índigo e Cristal   Qua Jan 24, 2018 7:33 pm


Não há mais sentido em falar em “Crianças Índigo e Cristal”. O termo mais apropriado é “energia”, por várias razões, inclusive pelo fato de que milhares de índigos já são adultos e muitos deles, pais de outros índigos ou de cristais.

A energia índigo é uma forma forte e altamente definida de energia, que dá ao ser uma vontade inabalável, força física, emocional, mental e/ou espiritual diferenciadas com o objetivo de transformar padrões e estruturas. Eu os chamo de Guerreiros da Luz.

São almas que se comprometeram com a fase final de renascimento do planeta, gerando questionamentos, revoltas e reviravoltas nas formas engessadas da humanidade de ver, classificar e lidar com as certezas, diferenças e limitações.

Temos informações de que sempre existiram algumas almas permeadas com esta energia pela História, e que elas sempre geraram transformações e crescimento à humanidade, mas a partir da década de 1960, o número deles começou a crescer exponencialmente. Hoje, já se diz que a taxa entre Cristais e Índigos é de 70 a 80 % dos nascimentos.

Sua energia tem como características principais a não aceitação da autoridade pela força, necessidade de entendimento e compreensão de regras para aceitá-las, problemas com hierarquias, além de algumas capacidades específicas aumentadas (dons musicais, facilidade extraordinária com tecnologia, literatura, poesia, filosofia, dança ou espiritualidade). Com o aumento do número deles no planeta, muitas idéias foram colocadas em discussão e muitos limites, ultrapassados. Mesmo porque, para um índigo, limite é uma coisa bem difícil de entender...
Você pode dizer: mas toda criança tem problema com limites, hierarquia e regras. É verdade. Mas os índigos não têm problema. Eles têm a maior e enorme não compreensão do que isto vem a ser!

Mergulhei no estudo destas energias, desde que engravidei pela primeira vez. Qual não foi minha surpresa em reconhecer que eu mesma era uma índigo das primeiras levas, que agora dava a luz a uma outra, mais refinada e com propósitos ainda mais definidos.
Já são mais de dez anos de trabalho, desde então. Pude ver alguns crescerem, fazerem suas escolhas e amadurecerem, e posso afirmar: apesar de muitos pais chegarem até mim se considerando especiais e afortunados por terem gerado um filho com esta energia, a verdade é que criar um deles é um enorme desafio!

As formas atuais de ensino e educação são antiquadas para eles, e são largamente diagnosticados como hiperativos, ou com déficit de atenção, por pura falta de informação. E os medicamentos são extremamente nocivos para seu equilíbrio energético e espiritual.


O índigo sabe a que veio e tem uma missão, mesmo antes de aprender a falar. Seus corpos são pequenos demais para seus espíritos espertos e conscientes e eles têm pressa. Não podem perder tempo com coisas que consideram sem importância e não vão mudar de idéia só porque a “mamãe disse” ou a “titia pediu”. Eles têm que entender e concordar com aquilo que fazem. E convencer um índigo é um trabalho, no mínimo, árduo. Mesmo que ele ainda use fraldas.
Não adianta imitar os passos de sua mãe, ou a vovó dizer que na época dela todo mundo obedecia. Todo mundo não era índigo naquela época. Infelizmente.

Trabalho com essas crianças por tempo suficiente para desmistificar a idéia de crianças prodígio ou “escolhidas”. Não são nada disso. Elas têm um enorme potencial, mas são crianças, que precisam ser instruídas, aprender sobre respeito, limitações, e tempo. Elas não sabem nada sobre tempo e sobre esperar. Mas precisam aprender isso para conviver em sociedade, e muitos pais não conseguem fazer seu trabalho com sucesso.

É com preocupação que percebi que índigos são muito propensos às drogas, a depressão e ao suicídio. Simplesmente porque não aceitam as regras do mundo, e estas, diferentemente das regras maternais, não se curvam aos seus protestos. É preciso muita atenção, firmeza e trabalho para que entendam, com amor, as regras do Universo e o respeito ao que não podemos controlar. Limites. Benditos limites.

Mas quando bem direcionados, são espertos e alegres, prestativos, tem uma visão maravilhosa do coletivo e do cuidado com o meio ambiente. Amam animais, plantas, o mar, e são especialmente amantes de golfinhos e baleias. Tem a sensibilidade muito apurada, sentem quando não são amados, ou quando algo negativo cruza seu caminho.

São fortes. Muito fortes. Apesar de alguns terem aparência frágil e delicada, não se deixe enganar: eles podem te dobrar em dois!
As últimas revoluções no Oriente Médio, por exemplo, foram sustentadas por energia índigo. Revoluções na América do Sul, manifestações na Europa, eles estão por toda a parte. Eles agora são adultos, e começaram a conquistar papéis de destaque e poder, não vão descansar enquanto não cumprirem a sua missão. Infelizmente, nem todos foram bem direcionados e orientados...

Qual a sua missão? A de quebrar tudo o que é velho, antiquado e inútil, tudo o que causa estagnação, medo e dor, e preparar o mundo para os Harmonizadores, os Cristais.

Os Cristais


A energia cristal é bem mais nova. Os espíritos que vieram abraçados por ela começaram a chegar depois da virada do milênio, então nem chegaram direito à adolescência.

Ao contrário dos índigos que já reviveram a roda das encarnações por milhares de anos, os cristais estão na Terra pela primeira vez. Eles vêm de outras estrelas, lugares completamente diferentes da nossa realidade, tanto no nível vibracional, como na estrutura de energia dos corpos sutis.

Já analisei cristais com os mais diversos corpos sutis, com chakras trabalhando nas formas mais curiosas, e nunca vou deixar de me surpreender com eles. Sempre um mais curioso aparece!

Eles não têm a força física dos índigos, e talvez por isso, sempre nascem perto de algum (mãe, pai, irmão mais velho). Enfrentam diversos problemas de saúde nos primeiros anos de vida, a maioria sem diagnóstico definido e motivo de estudos médicos por meses. Parecem ser crianças frágeis por sua condição física, mas estão apenas em desenvolvimento e adaptação. Mentalmente são muito mais poderosos do que já pudemos comprovar.

Suas doenças, pela experiência que tenho tido pessoalmente, são fruto da incompatibilidade do corpo energético com o corpo físico humano. Seus espíritos passaram por inúmeros processos de adaptação para encarnar no corpo que habitam agora, mas mesmo assim, algumas diferenças são enormes, e não há como evitar certos problemas.~


Há crianças com chakras que consideramos secundários (como o que fica no interior do cérebro, pouco acima na nuca, ou nas mãos e nos pés) manipulando mais energia que os nossos chakras principais, gerando com isso até feridas no corpo nos lugares de sua localização física. Há crianças com o chakra básico ínfimo (talvez vindas de lugares altamente etéreos) que não andam até os três anos de idade.

O problema mais comum, entretanto é respiratório. Os Cristais têm o chakra secreto do coração super desenvolvido (um chakra que fica atrás do timo, protegido pelo chakra cardíaco e que só começamos a ativar com a vinda da energia Cristal para o planeta). Este chakra guarda a nossa identidade espiritual original, e é ativado com a respiração, mas esta, ás vezes, parece ser insuficiente para lidar com tanta energia. Eles precisam muito de ar, ar, o tempo todo, e para alguns, nunca é suficiente. Qualquer obstrução respiratória se torna um tormento, pois eles já estão sempre no limite.

Fora isso, têm muitas febres inexplicáveis, mudanças drásticas de humor, ficam em silêncio por horas sem motivo, selecionam muito bem os amigos, são compenetrados e intuitivos. Embora amorosos e fiéis, são desprendidos, parecem saber que somos todos uma grande família. Tudo isso por causa de sua função planetária.



A missão dos Cristais é harmonizar o que os índigos desmontaram, de acordo com uma nova ordem, mais equilibrada e justa. O problema é que, como os índigos, eles não aceitam esperar até ficarem prontos, e se lançam em tarefas complicadas, como harmonizar energeticamente suas famílias, ou a classe da escola. Odeiam conflitos e precisam curar a tristeza. Nestas investidas desavisadas, gastam energia sem controle, atraem mais negatividade que podem controlar e adoecem rapidamente, tendo febres altas, dores no corpo, crises de vômito ou de medo, além de todos os sintomas já citados, em questão de minutos.

Para os pais dos Cristais, a palavra é sempre “preservar”. Até que fiquem maiores e possam manifestar conscientemente estes dons que ainda estamos conhecendo, precisam viver em lugares harmonizados, se possível em contato com a natureza, tomar sol, comer com saúde e regra. E beber muita água.

Eu brinco que, se criar um índigo mobiliza os pais, criar um cristal, imobiliza! Ficamos em alerta o tempo todo, pois, se houver algum desequilíbrio, nosso pequeno Harmonizador entrará em ação, mesmo que não entenda ainda como fazê-lo.

A notícia boa é que todas as fontes afirmam que estes sintomas são amenizados com o crescimento do corpo físico e da capacidade dele em lidar com a energia atraída. A expectativa é que todos alcançarão a adolescência com saúde plena, mas a partir dos sete anos de idade a situação já é bem controlável. Coragem, mamães e papais!

Eu sou naturalmente atraída pelos cristais. Eles são enigmáticos, tem olhos profundos, e lêem auras, sem problema algum. Como não amá-los instantaneamente?
Estes seres maravilhosos tem sido meu motivo de trabalho e satisfação nos últimos anos. Não sei mensurar a gratidão que sinto em poder conversar com eles, sentir suas energias e necessidades especiais e aprender sobre formas de vidas tão diferentes, espalhadas pelas estrelas.
Em troca, oriento seus pais e mães sobre os obstáculos e peculiaridades que seus pequenos corpos vivem, e como driblar com sabedoria e amor as destrezas de seus espíritos.


Tenho certeza de que estas crianças - tanto os queridos Guerreiros Índigos, como os belos Harmonizadores Cristais - são a chave da criação de uma nova sociedade, baseada no equilíbrio de todas as polaridades. E é nosso papel prepará-las e suportá-las nesta missão, cada um com sua parte especial.

Assim, estas páginas tem como objetivo dar uma pequena introdução à este mundo maravilhoso ao qual dedico minha vida e meus estudos todos os dias. Há muito o que aprender, mas já há muito o que compartilhar. Rumo ao mundo novo.

Fonte: http://unindodimensoes.blogspot.pt/p/energia-indigo-e-cristal.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://anovaeradegaya.forumeiros.com
 
Energia Índigo e Cristal
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Nova Era de Gaya :: Energia Índigo e Cristal-
Ir para: